terça-feira, 29 de março de 2011

Countrycore: A Fórmula do Matanza Já Não Surpreende


Nos últimos anos, a banda do Rio de Janeiro Matanza, causou furor no Rock brasileiro underground ao lançar grandes trabalhos que uniam, sem exageros, Rock & Roll e Country (este, sobretudo, nas letras e harmonias), sendo denominados como uma banda de Countrycore (!).

Com instrumental básico (caminhando pelo Rock clássico, passando pelo Punk) e letras que falam de mulheres, bebidas (muitas) e violência gratuita, a banda liderada por Jimmy London (vocal) foi bem aceita pelo público, inclusive de fora do “mundo pesado”, com Jimmy indo trabalhar na MTV.

O ponto forte da banda: show ao vivo!

A expectativa era alta para um novo disco da banda, já que o último disco, o espetacular “A Arte do Insulto” (2006) saiu há cerca de 5 anos.

A banda acaba de lançar “Odiosa Natureza Humana” (2011) e, embora ainda seja cedo para saber como o trabalho marcará a carreira da banda, a verdade é que, para muitas pessoas, o álbum decepcionou.

Faço parte desse grupo, também. Mesmo não sendo um fã da banda, muitas de suas músicas embalaram algumas experiências que lembrarei por toda a vida, e ouvir o novo trabalho da banda chegou a ser uma tarefa pouco prazerosa.

O vocalista Jimmy London é a principal "figura" da banda

A sonoridade e os temas ainda se mantêm. Ora, então o que houve se tudo continuou o mesmo? Justamente isso: tudo está tão igual que nada surpreende e tudo que se repete acaba se tornando algo tedioso, sem graça (poucas bandas se dão ao luxo de não inovarem e ainda apresentarem qualidade).

Talvez pelo título do álbum, o mesmo também acaba ficando “sério” nas letras, faltando aquele humor negro que vimos nos outros discos (a única mudança, para pior), além de refrões e letras grudentas.

Algumas exceções são “Remédios Demais” e “Em Respeito ao Vício”, que já conquistam nos primeiros segundos (como a banda conseguira fazer antes). A primeira, talvez até por isso, se tornou a música de trabalho do álbum (veja o video clipe abaixo).

Se você curte a banda, vale a pena ouvir “Odiosa Natureza Humana”, pois, embora seja o pior disco da discografia da banda (com exceção do álbum de covers do Johnny Cash), ainda trabalha com essa proposta interessante que coloca o Matanza como uma das principais bandas do Rock nacional atual.

Mas, se você ainda não conhece a banda, passe longe deste disco. Vá para os demais trabalhos e, após um tempo, tente curtir este novo CD, quem sabe tenha uma impressão melhor que a minha.

Stay on the Road


Texto: EddieHead

Fotos: Divulgação


Ficha Técnica

Banda: Matanza

Álbum: Odiosa Natureza Humana

Ano: 2011

País: Brasil

Tipo: Countrycore


Formação

Jimmy London (Vocal)
China (Baixo)
Jonas (Bateria)
Donida
(Guitarra e Composição)
Maurício Nogueira
(Guitarra ao vivo)


Tracklist

1. Remédios Demais
2. Em Respeito ao Vício

3. Ela Não Me Perdoou
4. Escárnio

5. Tudo Errado
6. Saco Cheio e Mau-Humor
7. Odiosa Natureza Humana
8. Carvão, Enxofre e Salitre

9. Amigo Nenhum
10. Conforme Disseram as Vozes
11. Melhor Sem Você

12. A Menor Paciência
13. O Bebum Acabado


Veja o Myspace da banda

http://br.myspace.com/matanzacountrycore

Assista o vídeo clipe oficial de “Remédios Demais”

http://www.youtube.com/watch?v=3fAij9SCQJs

3 comentários:

AZ de Copas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniel disse...

Leio seu blog frequentemente e gosto da maneira que escreve. Acho coerente. Porém, ao ler este post a respeito do álbum "Odiosa Natureza Humana", do Matanza, devo discordar de você. O Matanza, ao contrario do que você diz, não deve inovar na minha opinião. O Matanza já é uma banda inovadora, não há substituto para ela. Inovando, talvez ela caia em um campo saturado de músicas. Esta é apenas a minha opinião, respeito e honro a sua.

Continue com os posts!

Desde já agradecido,

Daniel

Anônimo disse...

A música Amigo Nenhum é ótima também.