quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Made in Brazil: Soulspell Metal Opera e a União do Metal Nacional



Para a seção Made in Brazil deste mês, ninguém melhor que o projeto de Heleno Vale Soulspell Metal Opera para figurar aqui como o projeto Metal mais ousado da história do Brasil.



Surgido da idéia de Heleno de valorizar o Metal nacional, explorando em todo o país os melhores músicos do gênero, o baterista paulista, que integrou a banda Scarecrow Avantasia’s Cover, decidiu que seria possível montar um projeto conceitual, com uma estória complexa elaborada por ele, e tendo como personagens grandes vocalistas nacionais.

A debut da banda estava marcado para sair em 2007, mas como Heleno revelou em entrevista na época, problemas financeiros impediram que a data fosse respeitada, tendo o esperado e ousado projeto sido lançado no ano seguinte. Um ano antes lançaram de modo independente a demo “Just Let the Time Flows” (2006) que contava com três músicas que estaria presente no debut.



Os músicos que tocam instrument os no álbum são Daniel Manso (Fairytale), Cleiton Carvalho e Thiago Amendola nas guitarras (Amendola), Tito Falaschi (ex-Symbols) no baixo, José Cardillo (Eterna) e Fabiana Doce nos teclados e Heleno Vale na b ateria.

O disco, chamado “Legacy of Honor” (2008)(confira a arte produzida pelo mesmo artista que desenhou capaz para o Avantasia), marca o inicio da saga que mescla ficção e eventos históricos reais, todos interconectados, para contar a estória de Tobit, jovem que vive em 2004 e tem sua vida afetada devido à eventos históricos de muito tempo atrás que remetem à suas vidas passadas.



O vocalista Leandro Caçoilo (ex-Eterna, Magna) é Tobit, protagonista da história. Nando Fernandes (ex-Hangar) é Samael (príncipe dos demônios), Renato Tribuzy (Tribuzy) é Aquiles (semideus), Tito Falaschi (Symbols) é o anjo Arlim, Iuri Sanson (Hibria) é Amon (deus egípcio), Mário Linhares (Dark Avenger, Harllequim) é Deus, Bruno Maia (Tuatha de Danann) é Hobb (espírito da natureza), Christian Passos é Hermes (guerreiro), Daisa Munhoz é a princesa Judith e Maurício Del Bianco (Solo) é Haamiah (mago).



Ao construir a estória, Heleno pensou nos personagens ligando-o a função e “cargo” de cada um à vocalistas que se encaixariam nos papéis. Ele cita, por exemplo, a necessidade de que a personagem Samael tivesse uma voz marcante e forte, pensando em Nando Fernandes então.



Aqui vale algumas referências ao time presente nesse primeiro trabalho. O já citado Nando Fernandez é um dos vocalistas mais requisitados do cenário nacional. Explodindo de vez quando membro do Hangar no disco “The Reason of Your Conviction” (2007), passou a ser reconhecido mundialmente. Sua saída o permitiu desenvolver mais seus trabalhos com workshops por todo o Brasil.



Iuri Sanson é um fenômeno que muitas pessoas teimam ainda em não reconhecer. O vocalista do Hibria, banda gaúcha e que é a banda da nova geração que mais tem levantado a bandeira brasileira ao redor do mundo, já realizaram duas turnês na Europa, além de uma na Ásia com 17 apresentações (confira sobre aqui no blog), se prepara para lançar o terceiro álbum e, segundo quem já teve acesso ao material básico, será o álbum que os colocarão como maior referência do Metal brasileiro em anos. Vale dizer que no Japão Iuri já foi considerado um dos melhores vocalistas de Metal da atualidade e a banda como um dos melhores shows. Às vezes dá pra pensar que os japoneses entendem mais de Heavy Metal que nós...



Outro grande nome é Mário Linhares, ex-vocalista da banda Delpth e Khallice e membro do Dark Avenger por muitos anos (voltou com a banda em 2009). Considerado uma das figuras mais importantes da história nacional em se tratando de Heavy Metal, Linhares confirmou presença na “Labyrynth Tour” e se apresentará no 5º Nightfall in South Festival.

Bruno Maia também é reconhecido pelo seu trabalho como vocalista da banda Tuatha de Danann, e fez um trabalho muito bom com o Soulspell.



Em entrevista na época ao site Novo Metal, Heleno revela que “era um simples bancário que usou todo seu salário de 2 anos de trabalho para a criação desse sonho”. Mais uma prova de que o projeto é muito mais que apenas um grupo de amigos se reunindo para se divertir, mas um trabalho sério e a realização de um sonho.



A idéia do projeto é de encenar a estória iniciada no debut com mais dois lançamentos. O Act II (segundo ato) já foi lançado no Japão (seria lançado aqui dia 08/10 mas a gravadora Hellion teve problemas e a data fica indefinida) e se chama “The Labyrinth of Thruths” (2010) e traz, além de muitos dos nomes do primeiro álbum, grandes novidades.



Vale lembrar que Heleno organizou um concurso com inúmeros vocalistas nacionais para escolher um novo vocalista para o projeto. O vencedor fora Raphael Dantas, que atualmente canta na banda Caravellus de Recife.

Entre os nomes adicionais e de grande reconhecimento estão as atrações internacionais Jon Oliva, Zak Stevens, Roland Grapow e Gérman Pascual.



Jon Oliva é multi-instrumentista, tendo sido um dos líderes e membro fundadores da clássica banda Savatage, que encerrou as atividades há quase uma década, e atualmente trabalha com a Trans-siberian Orchestra e no Jon Oliva ‘s Pain (confira resenha do último álbum aqui no blog), além de ter participado do álbum “Angel of Babylon” do projeto Avantasia e também na música “The Zodiac” do novo trabalho (que você confere aqui também) da banda Kamelot.



Zak Stevens também saiu da mesma fonte. O vocalista, que substituira Jon Oliva nos vocais quando este decidiu se dedicar apenas aos teclados com o Savatage, e atualmente canta com Circle II Circle, também faz parte do cast desse novo álbum.



O guitarrista Roland Grapow ficou mundialmente conhecido ao substituir Kai Hansen do Helloween. Após sua saída da banda (e com muitos álbuns de sucesso), montou o Masterplan, banda à qual se dedica até hoje.

Por fim, Gérman Pascual é o reconhecido novo vocalista do grupo Narnia (esta na banda desde 2008), provavelmente o maior nome de Metal Gospel do mundo. Curiosamente, o uruguaio tem uma relação muito próxima com nosso país, inclusive morando aqui por 16 anos, mais especificamente no Rio de Janeiro.



Em entrevista recente, ele conta como chegou ao Soulspell: "O Heleno me convidou. Aliás, foi através do Lean Van Ranna (que na época era o vocalista da banda Menahem). Foi ele que me indicou. Não quero revelar quantas músicas vou cantar, mas posso dizer que nesse projeto tem muita gente competente além de ter pessoas maravilhosas!".

Entre os nomes nacionais (mas reconhecidos mundialmente), a grande atração é Edu Falaschi (ex-Symbols, atual Angra). Ele já era um nome cotado para o primeiro álbum, afinal, o disco contou com a produção de seu irmão, Tito Falaschi. Entretanto, como conta Heleno, não fora possível devido à agenda do vocalista.

Mas para o segundo ato, a idéia saiu do papel e eis que o time nacional se abrilhanta com o novo vocalista. Aliás, Falaschi é o grande nome que se apresentará com o Soulspell na turnê que se inicia em outubro, cuja primeira data se dará no grande Nightfall in South Festival, na sua quinta edição dia 30 de outubro na cidade de Ijuí/RS (confira mais sobre aqui no blog), ao lado de Tierramystica e Save Our Souls.



Para o terceiro ato, sem data exata prevista para lançamento (a idéia é que seja já no próximo ano), contará com dois dos maiores vocalistas da história do Heavy Metal mundial, os cobiçados Tim Owens e Blaze Bayley.

Tim Owens fora o vocalista substituto de Rob Halford quando este deixou o Judas Priest. Com a banda, gravou dois discos de estúdio e dois ao vivo, saindo para ingressar no Iced Earth (gravou o álbum mais bem sucedido comercialmente da banda, o ambivalente “The Glorious Burden”), além de ter cantado com Malmsteen no seu disco mais recente (confira resenha aqui).

Atualmente em carreira solo (grande disco que você confere aqui), fez participação no álbum “The Wicked Symphony” (2010) do Avantasia (resenha aqui também) e excursionou como frontman do Hail!, ao lado do brasileiro Andreas Kisser (Sepultura).



Blaze Bayley é o injustiçado terceiro vocalista a gravar com o Iron Maiden. Substituindo Bruce Dickinson na Donzela, o cara começou com a ótima Wolfsbane, numa linha Hard Rock, para chegar ao Maiden e, desde 2000, tem alcançado grande notoriedade com sua carreira solo.

Esperamos que possamos, nesse pequeno espaço, trazer importantes informações desse que é o mais novo orgulho nacional. Afinal, se no nosso país já se torna difícil um grupo compor, lançar álbuns, ser reconhecido, imagina então um projeto no qual o trabalho minucioso de todos os envolvidos renderam dois dos discos mais completos e complexos do Metal nacional. Agora é esperar o lançamento do segundo ato por aqui, contar os meses para o terceiro e desejar longa vida ao projeto. Veremos a banda na turnê com muito prazer e orgulho.

Enquanto isso, você pode concorrer à ingressos para o primeiro show da turnê em Ijuí/RS ou ainda CDs da banda autografados. Participe!

Stay on the Road

Texto: EddieHead

Conheça o projeto

Site Oficial
Myspace
Blog Diário de Bordo Soulspell
Conheça mais sobre a banda de Iuri Sanson (Hibria)!
Myspace Hibria
Oficial Hibria

Conheça mais sobre Raphael Dantas:
Myspace do Vocalista

Conheça o trabalho de Mário Linhares (Khallice, Dark Avenger)!
Oficial Khallice
Myspace Khallice
Site Oficial Dark Avenger

Conheça mais sobre Vandroya, banda de Daísa Munhoz!
SITE OFICIAL

Conheça o trabalho de Nando Fernandes (ex-Hangar)!
Myspace do Vocalista
Blog do Vocalista

3 comentários:

Isadora G. disse...

"Iuri Sanson é um fenômeno que muitas pessoas teimam ainda em não reconhecer."

Muito certo isso!Concordo plenamente, aleém do mais o Iuri é uma baita figura da cena do Heavy, e devia sim ter mais reconhecimento por seu trabalho!

Cris Jones disse...

Realmente, mais um evento histórico.Ijui vai entrar no mapa do Metal.

Anônimo disse...

mais uma vez....
bravo
é bom saber que tem um pouco de celta ariano na musica brasileira
lutando contra aquele sincretismo destruidor e barulhento que é a musica do orte e nordeste



obrigado por mostar ao mundo que o barsil ainda tem o sangue do europeu branco, mesmo em um estado maculado como minas gerais, ainda por cima difamado por um preto falso que é o milton nascimento e os anti-branco cavalera...