sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Made in Brazil: Distraught e a Arte de Tocar Thrash Metal



Com vinte anos de história em prol do Thrash Metal no extremo sul do país, a banda gaúcha Distraught merece todo o reconhecimento possível, afinal, são nesse período apenas 4 álbuns de estúdio completos, muitas mudanças na formação (o único membro original é o vocalista André Meyer), problemas e falta de apoio das gravadoras entre outras coisas que fazem desse nome sinônimo de luta.



Surgido na capital Porto Alegre em 1990, a Distraught lançou sua primeira demo no ano em que surgiu, chamada “To Live Better” (1990), alcançando na cena underground porto alegrense o reconhecimento inicial necessário para continuar na luta.



Como conta o vocalista Meyer em entrevista ao site Recife Metal Law (confira aqui), na época a banda contava com apoio de uma rádio local que rodava músicas dessa demo, além de shows na região metropolitana e o envio de material via correios para rádios, zines e admiradores.

Foram necessários mais 4 anos até que a banda lançasse mais material. Batizado de “Ultimate Encore” (1994), fora gravado junto com as bandas Scars e Zero Vision, ambas de São Paulo. Para quem não sabe, uma das formas mais comuns de se começar a divulgar um trabalho naquela época era dividir um estúdio entre duas ou três bandas e as despesas de gravação e prensagem de discos.

Seu primeiro full-length saiu em 1998 e levou o nome de “Nervous System”. O álbum, além de ter sido fruto de muito trabalho e desejo da banda, veio a calhar pois o grupo estava se apresentando freqüentemente e necessitava de realizar uma turnê de divulgação da banda e, para isso, ter um disco completo na praça fora essencial.



O segundo disco completo “Infinite Abyssal” veio em meio a problemas na banda durante as gravações, inclusive com uma qualidade de produção aquém da esperada. Mas a recompensa surgiu com o melhor álbum do grupo até então. “Behind the Veil” saiu em 2004 e, a partir dali, a banda passaria a receber maior reconhecimento na cena nacional e latina.



O disco, que recebeu como promoção um vídeo clipe para a faixa “The Order”, pode ser considerado um petardo do Tharsh Metal nacional. A banda inclusive fez aparições no programa Radar da TVE, nos especiais que rolavam aos sábados e traziam alguma banda tocando ao vivo no estúdio do programa. Foi assistindo a esse programa que conheci a banda, isso em 2005, no auge da divulgação desse grande álbum. A banda também realizou sua primeira turnê no Norte e Nordeste do Brasil.



Mudanças na formação se seguiram antes e depois do lançamento do quarto disco da banda. O novo álbum ganhou o nome de “The Unnatural Display of Art” (2009) e levou tanto tempo para sair devido a, claro, problemas financeiros (o que será que as gravadoras nacionais ou mesmo internacionais estão esperando para assinar com a banda?!).

Para o disco, há a chegada do novo baixista Nelson. Após o lançamento, em novembro o baterista Éverson deixou a banda. Foi um grande baque essa saída, já que era um dos maiores destaques da banda. Além de controlar as baquetas da Distraught, Éverson também ressuscitou a Sacrário (confira entrevista com o baterista aqui no ano de 2008).

O novo baterista é Dionatan Santos e teve sua estréia ao vivo num show muito especial: abrindo para o Megadeth em Porto Alegre dia 26 de abril. Esse show provavelmente fora um dos mais significativos para a carreira da banda.



A banda voltou à Argentina para uma série de shows em setembro deste ano. É notório o sucesso do grupo com nossos hermanos, assim como o reconhecimento no norte do país.

A banda continua a divulgação de seu último disco, além de apresentar um apanhado da carreira, sendo que um dos shows agendados será na primeira edição do Thorondor Festival na cidade de Ijuí/RS dia 15 de janeiro de 2011 (confira demais infos aqui).

Distraught é um dos orgulhos do cenário Metal gaúcho e merece reconhecimento pelos ótimos discos e uma postura intensa em cima do palco, fazendo de seu shows uma arte de se tocar Thrash Metal.

Stay on the Road

Texto: EddieHead

Fotos: Divulgação

Discografia

Ultimate Encore – 1994
Nervous System – 1998
Infinite Abyssal - 2001
Live Black Jack - 2002
Behind the Veil – 2004
Unnatural Display of Art – 2009

Formação Atual

André Meyer - Vocal
Nelson Casagrande Junior - Baixo
Ricardo S. Silveira - Guitarra
Marcos Pinto - Guitarra
Dionatan Santos - Bateria



Conheça e contate a banda

Twitter
Canal no Youtube
Myspace
Email

Um comentário:

Isadora G. disse...

DISTRAUGHT!
THRASH METAAAAL GAÚCHOO!
ORGULHO DE SER DAQUI!

Parabéns pela matéria!
Um abraço, HIBRISA!